Mande whats

(95) 99112-7188
user 1255522960
Catarina Guerra: "Há quatro anos, eu escolhi seguir os passos do meu pai com muito orgulho, com quem aprendi a fazer a política do bem"
 / Foto: Divulgação /


O partido União Brasil (44) acaba de ganhar um grande reforço para as eleições de outubro próximo em Roraima, com a filiação da deputada estadual Catarina Guerra, que é pré-candidato à reeleição. A filiação da parlamentar ocorreu na noite deste sábado, 19, em evento promovido pelo partido no CTG (Centro de Tradições Gaúchas Nova Querência).

Entre as autoridades convidadas do evento, estavam o governador Antonio Denarium e o deputado federal Hiran Gonçalves (ambos do PP); o presidente da ALE-RR (Assembleia Legislativa de Roraima), deputado estadual Soldado Sampaio (Republicanos), e do senador Chico Rodrigues (Democratas), além de prefeitos e vereadores do interior.
 
Catarina aceitou o convite do presidente do Diretório Estadual do União Brasil em Roraima, deputado federal Nicoletti. Em seu discurso, Catarina disse que aprendeu a fazer política com seu pai, o ex-deputado estadual constituinte Chico Guerra, que também foi presidente da ALE-RR (Assembleia Legislativa de Roraima) entre 2011 e 2014. Chico Guerra deputado estadual por sete mandatos consecutivos.

"O ser humano tem que fazer escolhas e há quatro anos eu escolhi seguir os passos do meu pai com muito orgulho, com quem aprendi a fazer a política do bem. É uma honra fazer parte da família 44. Juntos, iremos somar ainda mais para Roraima seguir em frente!", disse a deputada Catarina Guerra.

Nova fase

Prestes a fechar seu primeiro mandato como arlamentar (foi eleita deputada estadual em 2018 com 4.897 votos), Catarina Guerra deixa para trás uma fase muito ruim no seu partido anterior, o Solidariedade, que prefere esquecer.

Como filiada ao Solidariedade, Catarina sofreu assédio moral e agressões verbais - que por pouco não evoluíram para agressão física - por parte de um dos membros do partido, por discordar de ações que considerou inaceitáveis.

Mas a parlamentar foi resiliente e esperou pacientemente pela chamada "janela partidária", que este ano teve início em 3 de março e encerra dia 1º de abril, prevista na Lei das Eleições (Lei 9.504/1997, Artigo 93-A).

A janela partidária nada mais é que o período em que é permitida a troca de partido por aqueles parlamentares (federais, estaduais ou municipais) que pretendam concorrer nas próximas eleições sem correr o risco de perder o mandato por infidelidade partidária.

"Deixemos o passado para trás e vamos seguir em frente, de cabeça erguida, fazendo o nosso trabalho. Nesse primeiro mandato conseguimos muitas vitórias nossa maior alegria é poder ajudar as pessoas a resolverem os problemas que as afligem", ponderou.

Catarina Guerra é atualmente presidente da Escolegis (Escola do Legislativo) e da CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final), além de terceira-secretária da Mesa Diretora da ALE-RR. A parlamentar é também vice-líder do Governo na Casa.

No início dessa semana, Catarina assumiu como vice-presidente de Assuntos Sociais da Secretaria de Cuidado e Prevenção à Depressão, Suicídio e Drogas da Unale (União Nacional dos Legislativos Estaduais), em solenidade no plenário da ALEAM (Assembleia Legislativa do Amazonas).

Parceria com o Executivo

Ao longo desses mais de três anos de mandato parlamentar, Catarina adquiriu o hábito de ouvir as demandas das pessoas, principalmente aquelas que moram nas vicinais mais distantes, e transformar suas reclamações e demandas em indicações ao chefe do Executivo.

"Por meio das indicações, com a parceria do governador Antonio Denarium, temos conseguido mudar a vida de muita gente com obras de recuperação de vicinais e pontes, melhoria das condições de trabalho em áreas prioritárias, como saúde e educação, e apoiando projetos sociais", afirmou.

Um bom exemplo disso foi a iluminação em tecnologia LED que a parlamentar conseguiu levar aos moradores de vilas e distritos dos municípios de Caracaraí e Cantá, por meio de indicações ao Executivo e destinando emendas no Orçamento para a realização das obras.

"Ver a felicidade no rosto daquelas pessoas não tem preço e é isso que nos estimula a prosseguir com o nosso trabalho", enfatiza Catarina.

Prevenção ao suicídio e educação financeira

Outra vertente do trabalho da parlamentar que se destaca é a campanha permanente de valorização da vida e prevenção ao suicídio, que encampou desde o primeiro dia de mandato.

Com o apoio de uma equipe multidisciplinar, a parlamentar lançou, ainda em 2019, a cartilha "Vamos Conversar?", de prevenção ao suicídio. A cartilha fez tanto sucesso, que foi solicitada pela Unale para ser distribuída nos demais estados brasileiros. A cartilha também foi editada em espanhol.

Outra cartilha que tem a assinatura da deputada Catarina Guerra é de Educação Financeira, destinada todos os cidadãos e, principalmente, para as crianças e jovens durante o ensino escolar.

Ambas as cartilhas podem ser baixadas no site da deputada: catarinaguerra.com.br.

Catarina Guerra é autora da Lei nº 1.428/2020, que instituiu em Roraima o Programa Estadual de Educação Financeira Escolar e a Semana Estadual de Educação Financeira, que deve ser realizada anualmente na última semana do mês de maio. A lei estipula que alunos da rede pública estadual de ensino recebam noções da matéria, por meio de conteúdos práticos e interativos.

A deputada Catarina Guerra também é autora da EC (Emenda à Constituição) nº 068/2019, que reduz a jornada de trabalho das mães servidoras públicas estaduais que amamentam crianças até um ano de idade. A norma consta do no Art. 27-D da Constituição do Estado de Roraima.

Conforme a EC, a servidora pública tem direito a dois descansos de 30 minutos ou à redução de uma hora na jornada de trabalho. As servidoras em regime de plantão, acima de oito horas, têm direito a quatro descansos de 30 minutos ou redução de duas horas na jornada de trabalho. Em todos os casos é proibido o corte ou a redução nos vencimentos.

"Vamos para o segundo mandato com muita força, muita garra e vontade de fazer a diferença na política roraimense para melhorar a vida das pessoas", pontuou a deputada.

DA REDAÇÃO