Mande whats

(95) 99112-7188

materi01Foto: Daniel Lopes

A deputada Catarina Guerra também pediu ao Executivo a criação de uma campanha de conscientização sobre o Aedes aegypti e recuperação de vicinais e pontes em três municípios

A área de saúde pública, em especial em relação ao combate ao coronavírus e ao mosquito Aedes aegypti, ganhou destaque nas indicações desta semana da deputada estadual Catarina Guerra (SD). Na sessão desta quarta-feira, 12, da ALE-RR (Assembleia Legislativa de Roraima) foram lidas 11 indicações de autoria da parlamentar. Além da saúde, as indicações de Catarina também contemplaram as áreas de infraestrutura e educação.

Na área da saúde, Catarina solicitou ao chefe do Executivo a criação de uma plataforma para cadastrar pessoas de Roraima com comorbidades, para se imunizarem contra a covid-19 (Indicação nº 598/2021). Além disso, a parlamentar também pediu a criação de uma campanha de conscientização quanto aos cuidados pré e pós-imunização (Indicação nº 597/2021).

De acordo com Catarina, a ideia de implantar um sistema de cadastramento é para que a vacinação seja realizada de forma organizada e segura. "Nessa sistematização, o cidadão irá incluir no seu cadastro um laudo médico, exame ou receita, evidenciando o tipo da sua patologia, a fim de manter a integridade do processo de imunização. Com a plataforma sendo devidamente alimentada, será possível esclarecer quaisquer dúvidas sobre uma possível fraude", justifica.

A parlamentar também defende que o Executivo realize uma campanha de conscientização sobre os cuidados pré e pós-imunização contra a doença. Ela ressalta que cabe ao poder público o dever de trazer a verdade e esclarecer a importância desses cuidados, uma vez que os infectologistas alertam que, mesmo após as duas doses, é preciso manter o distanciamento social, a higienização das mãos, uso de álcool 70% e máscara, entre outros cuidados.

"A divulgação sobre essas medidas de segurança precisam ser em massa, em que um especialista possa responder de forma direta as dúvidas do público. A atividade do Estado por meio de campanhas de conscientização é imprescindível, inspirando confiança e incentivando a população", enfatiza.

Combate ao Aedes aegypti

Outra grande preocupação da deputada Catarina Guerra é quanto ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, que tem registrado. De acordo com a parlamentar, há muito anos essas doenças vêm assolando o Estado e, devido a isso, mais do que nunca é necessário conscientizar a população na luta contra o mosquito, que não parou de agir por causa da pandemia.

E vista disso, Catarina solicitou ao Executivo que crie e realize uma campanha de conscientização de combate ao Aedes aegypti (Indicação nº 595/2021) e, ao mesmo tempo, promova um mutirão para eliminação do mosquito e seus criadouros em todo o Estado de Roraima (Indicação nº 596/2021). "O intuito é conter a proliferação do mosquito e evitar que a população se contamine com as doenças que ele transmite", afirma.

De acordo com a deputada Catarina Guerra, tendo vista a luta incansável contra a covid-19, o Governo precisa fazer o possível para impedir que surjam novas doenças de grande proporção, para não sobrecarregar ainda mais o sistema de saúde pública do Estado.

Ainda na área da saúde, a parlamentar solicitou ao chefe do Executivo o conserto do aparelho de tomografia do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento), com a máxima urgência, para que os pacientes daquela unidade não fiquem sem esse serviço essencial (Indicação nº 593/2021).

Catarina também pediu que o Executivo tome providências para que sejam disponibilizados médicos cirurgiões para atender no Hospital Regional Sul Ottomar de Souza Pinto, localizado no município de Rorainópolis (Indicação nº 568/2021).

Demandas da infraestrutura

Na área de infraestrutura, Catarina Guerra atendeu demandas dos municípios de Alto Alegre, Amajari, Caracaraí e Mucajaí. Para Alto Alegre, a parlamentar solicitou ao chefe do Executivo a recuperação de três pontes de madeira, uma na vicinal 07, da vila Paredão (Indicação nº 567/2021) e duas na vicinal São Paulo, que dão acesso às vicinais 13, 15 e Angelim.

Para o Amajari, Catarina solicitou a recuperação da estrada RR-203, que dá acesso à Comunidade Bom Jesus e que, enquanto a via estiver em obras, que seja disponibilizada rota alternativa para os moradores da localidade (Indicação nº 569/2021).

Já para Caracaraí, a deputada pediu a criação de uma estrada para a vicinal 4, que dê acesso à Comunidade de Agricultores e Familiares do Distrito de Nova Petrolina (Indicação nº 594/2021). Para Mucajaí, Catarina solicitou a reforma do prédio da Escola Estadual Coelho Neto (Indicação nº 571/2021), que se encontra em condições precárias.